sábado, 12 de maio de 2012

Sublimar



sob  é subúrbio pulsante
sob é o que tenho
quiçá por debaixo
por debaixo da pele
subcutâneo
subentendido
subterfúgio
subversivo
Sob
Sub
A bússola latente.
Sem norte em mim




4 comentários:

  1. Quisera eu ser poeta, quiado por meu "ID" (psicanaliticamente falando) sem contudo me causar transtornos... rs.
    Teorias a parte, adorei seu poema Ana.

    ResponderExcluir
  2. muito bom, Ana e ... mais não digo, não é preciso!

    ResponderExcluir
  3. eu e Olívia estávamos a desenhar rosas do vento sobre as carteiras hoje, micro-subversivos! (:

    ResponderExcluir