domingo, 4 de dezembro de 2011

Antigamente...


Deu a mão.
E todos os dias
Entrega a outra face.

Sina de mulher?

Atire a primeira pedra quem não viu um caso assim.
Ainda hoje
E bem aqui.







9 comentários:

  1. Desta vez fiquei sem palavras...
    E certa de que não tenho pedras e nem mão para atirá-las.

    ; )

    ResponderExcluir
  2. Uau! Uma forma linda de dizer a mais pura verdade!
    Abraço.
    Gisela

    ResponderExcluir
  3. Desculpa aí,poeta,mas lembrei de pronto da Maria da Penha

    ResponderExcluir
  4. Porque não, nada menos que o amor???

    O amor é o sentimento mais sincero e cuidadoso
    então, por que fazer dele palco tão doloroso?
    Amar é conhecer e não prender!
    É se entender e não bater!
    Quem ama de verdade dá espaço à liberdade
    Quem sofre por amor, é condenado à dor!

    "O amor é paciente, é benigno,
    o amor não arde em ciúmes,
    não se ufana, não se ensoberbece,
    não se conduz inconvenientemente,
    não procura seus interesses,
    não se exaspera,
    não se ressente do mal;
    não se alegra com a injustiça,
    mas regozija-se com a verdade.
    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."
    ANA,
    devemos cultivar a vida,o amor, denunciando todos os tipos de agressões (violência) sofridas.


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Porque não, nada menos que o amor???

    O amor é o sentimento mais sincero e cuidadoso
    então, por que fazer dele palco tão doloroso?
    Amar é conhecer e não prender!
    É se entender e não bater!
    Quem ama de verdade dá espaço à liberdade
    Quem sofre por amor, é condenado à dor!

    "O amor é paciente, é benigno,
    o amor não arde em ciúmes,
    não se ufana, não se ensoberbece,
    não se conduz inconvenientemente,
    não procura seus interesses,
    não se exaspera,
    não se ressente do mal;
    não se alegra com a injustiça,
    mas regozija-se com a verdade.
    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."
    ANA,
    devemos cultivar a vida,o amor, denunciando todos os tipos de agressões (violência) sofridas.


    Beijos
    Dadade Mângia

    ResponderExcluir
  6. Pessoal,
    obrigada por todos os comentários. Parece que esse texto causou um pouco mais de impacto. Que bom!!!

    ResponderExcluir
  7. Ana,

    isso tem que ser espalhado aos quatro ventos!

    ResponderExcluir