sábado, 18 de maio de 2013

Álbum de família


Uma história se esconde por detrás do papel brilhante do álbum de fotografias,
encoberta mil anos pelo lustro dos sorrisos e dos abraços.
Ainda assim, há memórias quase invisíveis, não fossem as sombras nos negativos.

Não há vida que se mostre nos retratos, sempre estáticos.
Há uma cera, uma tinta, um batom, um salto, a roupa nova, o mar ao fundo.
A felicidade cristalizada nas mãos que se tocam, na brincadeira das crianças.

Capturada para sempre.

Benditas sejam as molduras que seguram outras verdades em dimensões proibidas.



3 comentários:

  1. Ana querida, este texto é uma oração!
    Maravilhoso!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom ouvir você,quase sempre emociona,Ana!Anonimasula

    ResponderExcluir