sexta-feira, 6 de julho de 2012

Um corpo para quê?

                                                                                           © Ozias Filho


O corpo.                                        

Um corpo estranho.
Esse estrangeiro sem tamanho.
Tão opaco quando nu.

Tão opaco quanto nu.

Quando fôrma:
Óvulo-sêmen.
Metade.


Quando prazer:
Nem  macho, nem fêmea.
Vontade.

O corpo.
Tão opaco quando nu.







3 comentários:

  1. Belíssima imagem, Ana:
    o corpo nu coberto dos mistérios da existência...!

    ResponderExcluir
  2. belo e misterioso corpo .... um universo!!!!

    ResponderExcluir
  3. Uau....sem fôlego.
    Linda semana. Beijooos.

    Obs: Apareça no Lua...rs.

    ResponderExcluir